fevereiro 13, 2015

Quieto, festejo mais

Não concordo com algumas atitudes das pessoas com relação ao encaminhamento dos assuntos de carnaval na minha terra natal, também não os condeno, de tanta esmolarem por ajuda o discernimento entre o que é obrigatório pelo poder público e o que é caridade com o bolso do erário perdeu o sentido. A falta de apoio aliado ao despreparo das pessoas deixa a situação a cada ano pior, não duvido entrar na lista do "já teve" também, tudo é para si, nada pelo coletivo.
Tantas idéias, tantos meios e tudo se perde na simples maneira da "farinha pouca meu pirão primeiro"

Desta vez prefiro o calor do meu canto, a brisa do meu mar e a alegria do meu chão, prefiro ficar em reclusão, a observação nestes dias é a melhor fantasia dos festejos de momo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

1. Voce é livre e responsável por seus comentários, todos serão publicados desde que devidamente assinados por seus autores, reservo-me o direito de excluir comentários com ofensas ou injúrias a quem quer que seja.
2. Devido a tantos comentários sem identificação, infelizmente somente publicaremos os comentários que atendam tais propósitos.
3. Ofereça seu ponto de vista, é muito importante.